QUER CONSEGUIR CLIENTES?

Crie uma Legião de Fãs pela internet e aumente suas vendas. Isso não é sonho, é estratégia.

Assista vídeo gratuito e receba um incentivo especial para você dar seu primeiro passo hoje mesmo!

19

A Falta de Foco e as 12 Diferenças entre os que Sonham e os que Fazem

FOCO.

Aliás, falta de FOCO.

Acredito que esta é a dificuldade número 1 que todo mundo enfrenta para alcançar resultados em seus projetos pessoais e profissionais.

Recentemente eu descobri um livro chamado 80 / 20 Sales and Marketing: The Definitive Guide to Working Less and Making More , de Perry Marshal.

Este livro está me fazendo enxergar não apenas Marketing e Vendas, mas enxergar O MUNDO de forma diferente.

Embasado no Princípio de Pareto, que de forma simplificada significa que uma pequena parte dos seus esforços são responsáveis pela maior parte dos seus resultados, por exemplo:

  • 20% dos seus vendedores são responsáveis por 80% do seu volume de vendas (ou seja, talvez sua equipe possa ser reduzida e os melhores vendedores mais valorizados)
  • 5% dos seus clientes são responsáveis por 67% do seu faturamento (veja que a soma não precisa dar 100%, pois são medidas diferentes: quantidade de clientes x faturamento)
  • 10% dos seus anúncios Google são responsáveis por 70% do tráfego que você atrai para sua página (você só vai descobrir isso medindo. Os anúncios de desempenho ruim estão gastando seu dinheiro à toa!)
  • 15% das atividades que você realiza no dia são responsáveis por 90% do seu rendimento (o restante você poderia delegar e ficar mais livre!)

Perry Marshal nos ensina a FOCAR NO QUE REALMENTE IMPORTA, e eliminar (ou pelo menos, minimizar) esforços em todo o resto.

Deste então acompanho tudo o que ele escreve (inclusive comprei outro livro dele sobre Google AdWords muito bom), e tenho buscado colocar em prática seus ensinamentos. Três exemplos:

1. Mentoria Premium

No final do ano passado eu estava pensando em começar a fazer consultorias em Marketing Digital.

Seguindo o princípio 80/20 e os conselhos do livro, ao invés de fazer 10 consultorias de R$500 eu resolvi abrir apenas 1 vaga de R$5.000.

E deu certo.

2. Copywriting Direto ao Ponto

Várias vezes eu já declarei aqui no M4N a minha paixão por Copywriting, eu queria criar um conteúdo gratuito de qualidade (em português, o que é difícil de achar!) para disseminar o que tenho aprendido. Só que eu vivia adiando.

No início deste ano eu dei FOCO TOTAL nesse projeto, e até por isso a frequência de posts aqui no blog caiu.

O resultado: O curso Copywriting Direto ao Ponto: 4 aulas gratuitas com exercícios práticos (e vários bônus) e sem enrolação, pra vocẽ aprender a escrever as palavras que direcionam Ação.

 

logo-copy

3. Oceano Azul Summit

Alguns dos meus alunos sugeriram fazermos um evento em Salvador no primeiro semestre deste ano.

Ao invés de pensar em um evento grande e barato pra muita gente (o que dá um trabalhão de organizar e só se paga quando conseguimos preencher muitas vagas ou conseguimos patrocínio), resolvi fazer um evento único para apenas 12 a 18 pessoas em um lugar paradisíaco.

Chamei meu irmão e estamos organizando o Oceano Azul Summit para maio de 2016.

Moral da História

Nos 3 exemplos que mostrei a ideia é a mesma. Conseguir melhores resultados com menos esforço.

Pode parece coisa de preguiçoso, e de certa forma é.

Já imaginou se você pudesse conseguir dobrar seus re$ultado$ trabalhando 3 vezes menos do que precisa hoje?

Sobraria tempo para você se dedicar a fazer coisas que realmente gosta, seja viajar, ficar com a família, iniciar novos empreendimentos, assistir filmes ou simplesmente ficar sem fazer nada.

Acredito que isso é possível, se começarmos a adotar o princípio 80/20 na nossa vida  dar FOCO no que realmente importa.

Achei o assunto tão fascinante que comecei a ler o mesmo livro que influenciou Perry Marshal, fica também essa dica pra você: O Princípio 80/20. Os Segredos Para Conseguir Mais com Menos, de Richard Koch.

A grande verdade que eu tenho aprendido é que é que a gente se distrai demais, tenta fazer muitas coisas em paralelo (e atrasa tudo!), reclama que nunca tem tempo pra a nada e perde um tempo ABSURDO fazendo coisas irrelevantes.

E passa mais tempo SONHANDO do que FAZENDO a coisa certa.

A segunda parte desse post é uma tradução/adaptação minha de um post fantástico chamado Wannabes vs. Real Entrepreneurs, do próprio Perry Marshal.

Você é um SONHADOR ou FAZEDOR? Faça sua auto-análise logo abaixo e perceba que os #fazedores FOCAM naquilo que realmente importa.

12 diferenças entre aqueles que sonham e aqueles que fazem

1. Sonhadores são obcecados por ideias. Fazedores são obcecados por implementação.

2. Sonhadores querem mais tráfego para seu site na web. Fazedores se concentram em conversão de vendas.

3. Sonhadores focam no pensamento positivo. Fazedores criam um plano para múltiplas contingências.

4. Sonhadores querem aparecer na TV ficar famosos. Fazedores constroem a sua lista de e-mails e criam relacionamento com as pessoas que estão nela.

5. Sonhadores querem um plano perfeito. Fazedores executam e ajustam o plano na sequencia.

6. Sonhadores esperam pelo seu momento de sorte. Fazedores executam quatro, cinco, seis planos em conjunto, apostando que pelo menos um deles irá decolar.

7. Sonhadores tem medo de parecer estúpidos na frente de seus amigos. Fazedores assumem de bom grado o risco de fazer papel de bobos, sabendo que o sucesso a longo prazo é um boa troca pela eventual perda de dignidade em curto prazo .

8. Sonhadores protegem suas ideias preciosas da dura realidade, adiando o veredito do sucesso ou fracasso até “algum dia”. Fazedores expõem suas ideias ao escrutínio rigoroso tão logo seja razoavelmente possível.

9. Sonhadores adiam a prática de basquete até que tenham tênis Air Jordans. Fazedores praticam descalços atrás da garagem.

10. Sonhadores acreditam no que os outros dizem e acreditam nas suas próprias suposições. Fazedores pesquisam e descobrem os caminhos que já foram trilhados.

11. Sonhadores acreditam que podem fazer qualquer coisa. Fazedores fazem o que tem mais talento e delegam o resto.

12. Sonhadores pensam sobre o mundo em termos de PODERIA e DEVERIA. Fazedores pensam em termos de É e PODE SER.

 

E então? Você é um SONHADOR ou um FAZEDOR?

Deixe seus comentários mais abaixo e compartilhe conosco suas dificuldades e o que você tem feito para transformar seus sonhos em AÇÃO.

GOSTOU DO POST?

Me diga Quais São Seus Desafios respondendo 5 perguntas rapidinhas do Marketing4Nerds Quiz!
Vou te indicar uma sequencia de conteúdos direcionados ao que você realmente precisa.

Serge Rehem
 

Sou analista de sistemas e há 3 anos me apaixonei pelo Marketing Digital. Em 2014 fundei o Marketing4Nerds.com para ajudar outras pessoas a saírem da sua zona de conforto, ensinando-as como usar a internet para alavancar suas carreiras e negócios. Diferente de muitos "gurus" por aí, não acredito nem vendo o sonho de "ganhar dinheiro fácil até dormindo".

  • Sonhadores Compram um Monte de Cursos, pensando que seus Problemas Já Estão Resolvidos, Fazedores Correm atrás do Sistema sem Cursos e Convertem em Ações e Dinheiro!

    • Muito bom, Israel! Sonhadores acham que o próximo curso será o milagre que eles tanto esperam, fazedores se viram AGINDO e ajustando.

      Sonhadores desistem no primeiro obstáculo dizendo que “não deu certo”. Fazedores vão até o limite, trabalham ATÉ DAR CERTO!

  • Jonathan Pollard

    Muito bom esse post!

    Estou para entrar em um negócio cujo a venda, o ideal é que seja porta a porta. Mas, se eu dedicar meus esforços em ir a cada estabelecimento pra fazer isso, além de me tomar todo o tempo, eu não iria conseguir expandir o negócio como gostaria.

    Nesse sentido, seria certo pensar em, ao abrir esse negócio, arrumar um jeito de delegar essa função em que considero trabalhoso, desde o inicio?

    Compartilhando.

  • Esse artigo vale ouro Serge! Muito bom mesmo. Parabéns!

  • Michelly Felipe

    Excelente! Sonhadores esperam a fórmula mágica a cada segunda-feira! Fazedores aprendem e praticam o tempo inteiro.

  • Marco Rosa

    De fato SERGE! que tapão me deste agora, estudo MKT a mais de 1 ano e não coloquei nada em pratica. obrigado!

    • Marco, hora de atravessar a ponte!!! Sucesso!

      • Marco Rosa

        obrigado pelo retorno,sucesso!

  • Pierre-Louis

    Sou um sonhador,a pergunta é como me transformar em fazedor… só adio!

    • Pierre, você não está sozinho!

      Procrastinação é um (mau) HABITO. E a gente pode mudar isso!

      A minha dica é você:

      1) Escolher UMA META IMPORTANTE que você quer implementar
      2) Traçar o CAMINHO pra você chegar lá
      3) Executar AÇÕES pequenas diárias nessa direção (e DIZER NÃO a tudo que não te aproximar da sua meta)

      Eu costumo usar muito a filosofia BABY STEPS, passos de bebê. Ações tão curtas e simples que são praticamente impossíveis de falhar.

      Exemplos: Ao invés de ler 1 livro por mês, ler 1 página por dia. Ao invés de malhar por 1 hora, subir um lance de escada. Ao invés de escrever 1 post por semana, escrever uma frase por dia.

      A sensação de praticar a vitória é fantástica. Tarefas grandes são difíceis de cumprir, muito fáceis de sabotar.

      2 dicas de livros que pode te ajudar muito nisso:

      Revolução 80/20
      Richard Kock
      http://amzn.to/2c2pH1U

      Pequenos passos para mudar sua vida: MÉTODO KAIZEN – Usando a filosofia japonesa para mudar seus hábitos e conquistar seus objetivos
      Robert Maurer
      http://amzn.to/2aKnmGt

      Abraço e SUCESSO!
      Serge

      • Pierre-Louis

        Valeu! vou le-los. E gostei da filosofia BABY STEPS! Vou praticar!

  • Momi

    Às vezes sou sonhadora, outras sou fazedora. Preciso ajustar meu foco.

  • Bruno Cervantes

    Muito bom o texto e as dicas Serge…vou já arregaçar as mangas e começar a “meter a cara”…abraço

  • Lucas Marcondes

    Olá, Serge! Antes de tudo, gostaria de agradecer pelo conteúdo de qualidade que você disponibiliza e pelo estímulo que você nos dá!
    Gostaria de lhe fazer uma pergunta simples, mas que me desperta certa curiosidade. Eu gostaria de criar um ebook para vendê-lo, mas começo a me perguntar: fazendo algum sucesso, não seria arriscado que o disponibilizassem gratuitamente na internet? Seria mais vantajoso vender vídeoaulas colocadas em sites como o Vimeo e restringir o acesso a usuários cadastrados? Não sei se isso é de fato importante, mas gostaria de saber a forma como você faz a distribuição de seus ebooks a seus clientes (isto é, se você simplesmente lhes dá um arquivo em pdf ou lhes dá uma espécie de arquivo de maior segurança contra distribuições indevidas, como faz a Amazon com os livros para Kindle).
    Um abração e sucesso!
    Lucas Marcondes.